fbpx

Ventilação cruzada: o que é, como fazer e benefícios

By 5 de novembro de 2019Diferenciais, Novidades

Com o clima cada vez mais quente, pensar em formas naturais de manter um imóvel bem ventilado é uma necessidade. Nesse cenário, a ventilação natural é importantíssima.

Além de refrescar o ambiente, ela reduz a sensação térmica e contribui na redução dos custos de energia elétrica. É o que acontece nos imóveis com ventilação cruzada. Mas você saberia dizer o que é isso? 

Para entender melhor sobre o assunto e sua importância na manutenção de um clima estável dentro do imóvel, separamos informações importantes, que podem fazer a diferença na hora de comprar casas ou apartamentos. Confira!

 

O que é ventilação cruzada?

A ventilação natural cruzada é uma estratégia arquitetônica que permite a circulação de ar por todo o imóvel. Ela evita que ele fique abafado ou concentre o ar que entra em um cômodo apenas nele mesmo. 

Através dela é possível conseguir frescor em todos os ambientes ou em boa parte deles, dependendo do projeto. E pelo fato de o ar circular com facilidade e velocidade, casas e apartamentos que contam com ventilação natural cruzada possuem sensação térmica bem menor.

 

Leia também: paredes com tratamento térmico: como funcionam?

 

Por que o imóvel fica mais fresco?

Como você já deve ter notado, a maioria das instalações de ar condicionado são feitas próximas ao teto. Se você ligar o equipamento e deixá-lo ativo por um tempo, mas depois desligá-lo, perceberá que o piso retém a temperatura. Já a parte de cima dissipa o calor com mais facilidade. 

Isso acontece porque o ar quente costuma se concentrar na parte superior do imóvel. Caso a residência em questão possua ventilação cruzada, esse ar será arrastado para fora com o fluxo que circula entre as entradas. 

 

Como fazer ventilação cruzada dentro do imóvel?

Se você deseja adotar a ventilação cruzada em um imóvel já pronto, pode ser preciso quebrar algumas paredes. Afinal, integrando alguns ambientes, você permite que o ar circule com mais facilidade. 

Caso prefira, após remover as paredes que impedem a passagem de ar, separe os ambientes com cobogós. Eles são aqueles painéis vazados que podem ser feitos de madeira, vidro, alvenaria, entre outros materiais. Dessa forma, você alia a funcionalidade da parede sem perder a circulação que o seu imóvel precisa.

Outra forma de adotar a ventilação cruzada, só que de maneira mais econômica, é fazer janelas de correr em contraponto às principais entradas de ar do imóvel. Entretanto, como você viu, em ambos os casos é preciso modificar a estrutura da residência.

Por isso, pode ser mais interessante investir em soluções térmicas para o imóvel na fase de construção, ou durante a compra do imóvel. Assim, evita-se gastos desnecessários com reformas. 


Entendeu como a ventilação cruzada funciona? Tem alguma dúvida? Mande para a gente! Se você gostou deste artigo, confira os outros posts do nosso blog e assine a newsletter para receber as principais novidades em primeira mão!