fbpx Skip to main content

A organização financeira para investidores é um item fundamental para as pessoas que têm interesse em entrar para esse mundo. E quanto mais disciplina e foco, mais rendimentos você obterá no futuro. 

No entanto, sabemos que tomar o primeiro passo nem sempre é tão fácil, ainda mais quando envolve diversas variáveis que podem afetar essa organização, como trabalho, rotina e família. 

Para ajudar, selecionamos aqui algumas sugestões com 4 dicas de organização financeira para investidores. Não perca tempo e confira já!  

Os primeiros passos para ser um investidor

Antes de iniciar a prática da organização, é importante entender mais sobre o assunto e como funciona o mundo de investimentos. Essa área é ampla e pode variar de acordo com tema, taxas e em que tipo de ação você irá investir, como imobiliárias, empresas, entre outras opções.

Além disso, para muitas dessas tomadas de decisão, consultar com outros investidores, consultores e contadores poderá ser um primeiro passo para guiá-los, antes de estabelecer metas, objetivos e as dicas que iremos citar a seguir. 

No mais, em conjunto com o que iremos citar, é importante sempre se manter atualizado e ter iniciativa na hora de começar a aplicar e colocar em prática. 

1. Estabeleça metas e objetivos 

O mundo de investimentos é diversificado e o primeiro passo de ação é decidir e estabelecer qual será a sua meta e os objetivos a serem alcançados. 

Defina quais serão os seus investimentos em curto, médio e longo prazo, quais são seus gastos fixos e variáveis e o destino de onde vai cada investimento. Uma planilha e notas serão fundamentais para direcionar e calcular de forma correta, sem que nada fique de fora.

Por esses motivos, para se organizar financeiramente em investimentos é essencial se organizar para a vida, para que você saiba o quanto poderá destinar cada dinheiro e descobrir a melhor aplicação para seu orçamento. 

2. Pague dívidas e planeje financeiramente

Em seguida, sabendo quais são as suas metas, chegou a hora de pagar dívidas antigas e se planejar financeiramente para os próximos passos definidos. Um dos maiores conselhos de investidores é de começar destinando 20% da sua receita para essas metas e o resto, planejar para os gastos fixos e variáveis. 

Além disso, também é importante fazer uma avaliação do seu score e extrato financeiro, para saber se há alguma dívida antiga ou em acordo, para que o seu rendimento não seja afetado com esses pagamentos. 

3. Possua uma reserva de emergência

O próximo passo para sua organização é incluir uma reserva de emergência como parte dos seus gastos. Essa quantia será destinada para situações imprevisíveis e que poderiam lhe prejudicar financeiramente. 

Geralmente, essa parte é destinada ou dos rendimentos ou já incluído como um valor fixo dos seus gastos mensais, e será importante para que você nesses momentos emergenciais não tenha que tirar de um valor que seria para os investimentos. 

4. Tenha disciplina

Nossa última sugestão por aqui é a tomada de atitude, que tem ação relacionada à disciplina. A organização financeira está relacionada diretamente com hábitos, preparações e foco. Tenha em mente que você deverá abdicar de alguns gastos para que eles sejam voltados para as suas metas. 

Mas para saber tudo isso, como citamos no começo do texto, contratar um contador ou responsável da área para lhe guiar será um meio de facilitar todo esse processo e indicar o que é o melhor caminho para seu futuro. 

Gostou de nossas sugestões? Continue nos seguindo por aqui! Além disso, você pode assinar nossa newsletter para receber novidades em primeira mão, basta preencher o formulário abaixo. 

 

WeCreativez WhatsApp Support
Estamos aqui para responder suas questões.
👋 Ola! Como posso lhe ajudar?